5 dicas para driblar os conflitos no trabalho

16/03/2015

5 dicas para driblar os conflitos no trabalho

Por muitas vezes a dispensa de funcionários preguiçosos ou briguentos faz se necessário para recompor os trabalhos

Por: Redação, www.administradores.com

 

 

 

"É preciso escapar das armadilhas criadas no ambiente de trabalho para conseguir exercer o papel que foi concebido no momento da contratação"

 

Não há como escapar de certos problemas no local de trabalho, a harmonia nem sempre permanece no ambiente e isso pode prejudicar os afazeres do dia.

Muitas pessoas se sentem no direito de fazer suas atividades de acordo com que vem à cabeça. Isso é muito comum para funcionários que possuem anos na empresa, alguns costumes e malícias ao longo do tempo vão sendo pleiteado por todos os funcionários, este é o momento onde a falha acontece, pois a falta de gestão e comportamento podem trazer riscos para toda equipe, além da baixa produtividade.

Por muitas vezes a dispensa de funcionários preguiçosos ou briguentos faz se necessário para recompor os trabalhos.

A psicóloga da Clínica Vivencialle, Letícia Guedes, membro da Associação Brasileira de Psicoterapia e Medicina Comportamental (ABPMC) explica que é preciso escapar das armadilhas criadas no ambiente de trabalho para conseguir exercer o papel que foi concebido no momento da contratação.

“Passamos a maior parte do dia no local de trabalho, é comum rebater discussões e ter desânimo de executar as mesmas atividades cotidianamente, mas também é preciso direcionar o papel de funcionário, saber lidar com pensamentos contrários e ponderar sua visão sobre alguns fatos.”

1. Concentre-se nas suas funções

“Tenha atenção, concentre-se em suas atividades, mas também fique atento ao que te rodeia, pois o bom funcionário é aquele que sabe o que está acontecendo, mas que somente executa sua parte. É preciso estar atento a sua equipe, não veja seu colega de trabalho como um agregado no ambiente de trabalho, é preciso ter visão e dar importância a você e principalmente a sua equipe.”

2. Colega de trabalho não é seu chefe e nem subordinado

É preciso ter interação com a equipe, saber as responsabilidades de cada um no espaço de trabalho. Não fique de olho no relógio para saber o horário que seu colega chega ou sai do trabalho, não queira saber quanto o novato ganha ou para quanto subirá o salário do seu colega promovido. Querer saber do que não te compete pode gerar confusões.”

3. A grama do vizinho é sempre mais verde

Existem limites para todos os funcionários, assim como as áreas onde ele executa suas funções. Fofocas nunca são bem recebidas e isso pode gerar conflitos, ficar bisbilhotando o que o colega faz ou deixa de fazer pode colocar em risco seu cargo. Não pense que você trabalha ou dedica mais as suas funções, faça o seu e deixe seu colega de lado.”

4. Resolva com seu colega o problema

“É comum ter um problema com o colega, por isso sempre que tiver algum confronto com ele, tente solucioná-lo com o próprio antes de levar a questão à chefia. Caso contrário, você poderá ser visto como fofoqueiro, antipático e até traidor da confiança de seu líder.”

5. Vista a camisa

“Dentro de uma empresa o que se busca são funcionários que vestem a camisa, que se doam para que ela alcance bons resultados.

Para que todos executam como planejado é preciso dar importância e cada qual realizar suas tarefas do modo mais positivo possível, buscando um clima de parceria e cooperatividade. Não pode haver numa equipe de trabalho vaidade, pois todos ali vestem a mesma camisa e jogam o mesmo jogo para obter no final um resultado satisfatório.”