A essência do marketing pessoal Dentro desse caos que é o mundo e o mercado hoje, você jamais deve esquecer da alma do marketing

29/06/2015

A essência do marketing pessoal

Dentro desse caos que é o mundo e o mercado hoje, você jamais deve esquecer da alma do marketing

 

Por: Bruno Perin

 

 

 

Estava aqui preparando uma palestra e pensando: "nossa tem tanta coisa para falar sobre marketing pessoal, com esse mundo dos experts bombando, as ferramentas online e os novos conhecimentos. Confesso que me animei tanto que já queria sair falando naquele instante. 

Foi quando pensei: “ok, tudo isso parte de um lugar, que é a essência do marketing”. Mas será que eles sabem qual é? Há algum tempo falávamos mais disso, lá pelos idos de 2007 e 2008, mas percebi que paramos de discuti-la. Você sabe qual é essa essência?

Eu adoro a definição de que marketing é “entender e atender os clientes”, mas não acredito que a mágica dele, o ponto central, esteja aqui
. Precisamos entender o mercado, óbvio, até porque não existiria um negócio, nem tampouco um setor, se não fosse para atendê-lo. E a importância de se ter um preço? Ué, precisamos vender e o valor é estratégico para tudo. E quanto ao lugar? Também é importante, pois não queremos vender picolé no Alasca. Na verdade, todos os P’s ou E’s do marketing são importante, mas não são o seu cerne.

São muitas as variáveis em que o marketing atua, mas tem uma que realmente aponta quem são os caras do marketing e que os distingue da galera que apenas brinca de tentar aparecer: a diferenciação.

É aqui que a mágica acontece: os profissionais incríveis e empresas excelentes sabem ser únicos, da forma mais relevante para o mercado
. E, obviamente, para você criar essa diferenciação vai precisar entender dos outros artifícios sobre preço, necessidade do mercado, praça, promoção, emoção e outros itens de uma lista imensa.

Mas o que vai para cada pensamento de marketing parte da seguinte questão: "O que nos torna singulares?”

Essa questão está ainda mais presente no marketing pessoal, pois o preço e a praça são artifícios que podem ser melhor explorados pelas empresas, até como fatores de diferenciação.

O profissional é distinto por aquilo que ele sabe (conhecimento prático e teórico) e a imagem que ele tem no mercado. Na verdade, é essa combinação que define o valor dele.

Logo, o "valor do seu valor" é aquilo que você está mostrando ao mundo, ou seja, o que você conhece e pode fazer. Mas, o grande ponto é que quanto mais diferente, melhor será para se destacar e prosperar. Como você vai adquirir um produto, serviço ou profissional se não sabe por que ele é diferente? A decisão vai para o preço.

Portanto, quando pensar em como anda sua imagem, seu marketing pessoal, lembre-se de que todas as ações e atitudes devem partir da alma do marketing – que é o seu grande diferencial.

Tão importante quanto ser um profissional diferente é mostrar esse valor para o mercado.”

(*) Bruno Periné Empreendedor, consultor, palestrante e escritor. Graduado em administração de empresas pela UFSM, especialista em Marketing Experience, pesquisador em Neuromarketing e Startups. Integrante do grupo dos 200 maiores talentos brasileiros pelo Virtvs Group, é referência marcante da nova geração no marketing, sendo responsável por várias campanhas impactantes nas redes sociais em 2011/12. Com experiências em palestras nacionais e internacionais, é considerado fomentador do empreendedorismo e da disseminação do conceito de startup no país. Conectado com os mentores desse tipo de programa no mundo, estuda o implemento e o funcionamento das startups, sendo apontado como evangelista da Geração Y/Z. Hoje é o grande nome do Neuroempreendedorismo no Brasil e um dos maiores incentivadores atualmente.