O que você quer ser?

20/08/2015

O que você quer ser?

Escolher qual carreira seguir pode ser um dos principais desafios de um jovem

Talvez escolher a carreira  que vamos seguir seja um dos momentos mais difíceis da vida.

A escolha tem que ser feita numa idade na qual ainda não temos experiência de vida nem autoconhecimento suficientes para fazer uma escolha certa. Mas com algumas dicas simples, a decisão pode se tornar menos difícil.

Pesquise

Leia sobre diversas áreas, sobre as universidades que interessam, sobre os cursos que cada uma oferece e sobre o que cada curso faz. Às vezes temos uma noção muito superficial de determinada profissão. É importante estudar as grades curriculares dos cursos que interessam. E se você ainda não decidiu nem a área – ciências humanas, exatas ou biológicas – talvez esse processo auxilie.

Pense no que lhe faz bem

Pense sobre os talentos que você já sabe que tem e pergunte para os amigos e familiares em o que eles acham que você é bom. Você pode se surpreender com o que eles dizem.

Responda: quem você admira?

As pessoas que você admira –sejam elas celebridades, figuras históricas ou pessoas que você conhece pessoalmente– podem dizer algo sobre quem você é e o que você valoriza. Pense sobre o que você gosta nelas e se vale a pena correr atrás dessas qualidades.

Responda também: de que conquista você mais se orgulha?

A sua resposta para esta pergunta pode não ter nada a ver com uma nota 10 no boletim ou com um troféu que você já ganhou. Pode ser que a conquista que você mais se orgulha seja aquele dia em que você ajudou alguém e fez a diferença. Refletir sobre estes pontos pode ajudar a entender o que é mais importante para você.

Sua matéria favorita pode ser um sinal

Não se limite às questões que são mais fáceis para você. Pense em quais matérias você gosta de estudar por horas e horas. Se pergunte: o que há nesse assunto que mantém o meu interesse?

Visite empresas

Outra maneira de conhecer melhor as áreas disponíveis é conhecendo o mercado de trabalho. Visitando empresas e vendo o mercado de perto fica mais fácil perceber os prós e os contras de cada área.

Converse com profissionais formados

Procure também conversar com profissionais formados para conhecer a parte prática. Se você quer fazer o curso de Medicina, por exemplo, visite hospitais e clínicas, observe a rotina dos médicos e, se possível, faça perguntas para os profissionais.

Quando estiver escolhendo a sua profissão, lembre-se que todas têm o seu lado positivo e o seu lado negativo: medicina pode ser uma carreira linda, que salva vidas e cura doenças, mas vai exigir um grande esforço e sacrifício do médico, que tem que estudar durante vários anos e muitas vezes precisa deixar a sua casa e família para atender emergências. A escolha da profissão certa depende muito do estilo de vida que você quer levar.

Faça cursos de orientação profissional

Para os mais indecisos, diversas instituições oferecem cursos de orientação profissional. Esses cursos consistem em fazer um estudo pessoal do indivíduo, colocando-o em contato com seus próprios gostos, aptidões e talentos.

Faça testes vocacionais

Os testes vocacionais são mais superficiais que os cursos de orientação e geralmente são constituídos por perguntas elaboradas por psicólogos, que por um sistema de pontos definem as áreas mais adequadas para cada perfil. Existe uma variedade muito grande de testes vocacionais no mercado, na internet é possível ter acesso a vários, mas é aconselhável que você procure um profissional para realizar um teste com maior confiabilidade.

Exercite o autoconhecimento

Talvez este seja o ponto mais importante para escolher uma carreira de sucesso. Você precisa se conhecer, saber no que é bom, conhecer os próprios talentos, o que gosta de fazer e aquilo que não gosta. É importante saber se você lida bem com pressão, ou se prefere um trabalho com maior planejamento, se quer viver na cidade grande ou no interior. Todas as variáveis da sua vida interferem na sua escolha.

Faça um intercâmbio

Caso seja possível, viaje, estude fora. Conhecendo pessoas e culturas diferentes você amplia sua noção de mundo e, consequentemente, suas possibilidades. Estudando fora você também desenvolve uma noção de mercado internacional e pode analisar o momento da sua profissão fora do país também.

Seja realista

Não adianta sonhar com uma carreira cara e de pouco retorno. Saiba que qualquer curso que você decidir fazer vai exigir investimento financeiro e dedicação. Por isso, analise sua situação financeira, suas possibilidades de mobilidade, suas aptidões e o retorno que a carreira vai lhe dar.

http://www.crcsp.org.br/portal_novo/publicacoes/crcsp_online/materias/329_10.htm