QUAIS SÃO AS PROFISSÕES QUE PODEM ACABAR?

17/11/2015

Quais são as profissões que podem acabar?

Bons profissionais terão sempre boas oportunidades no mercado, mas é lógico que não adianta ser especialista em manutenção de máquina de escrever

Por: João Kepler (*)

IMAGEM

 

Antes de dizer quais são as profissões que podem acabar, quero afirmar que as profissões do futuro ainda não existem.

Não sabemos exatamente quais serão essas profissões do futuro, o que sabemos é que as qualificações e exigências como comportamento intra-empreendedor, mindset para inovação, foco em soluções criativas, interações sociais e negociações serão os pré-requisitos para essas novas profissões. Apenas como referência, Thomas Frey, do DaVinci Institute estima que 60% das profissões que dominarão os próximos 10 anos ainda não existem.

A notícia ruim é que o CBRE Institute publicou uma pesquisa dizendo que 50% das profissões de hoje se tornarão obsoletas até 2025. Se observamos somente na indústria, essa informação faz sentido, pois a robotização já está ameaçando vários postos de trabalho. A Samsung, por exemplo, quer substituir trabalhadores humanos por robôs de baixo custo. 

Segue abaixo um resumo de algumas profissões em vários segmentos que podem simplesmente desaparecer com o uso intensificado da tecnologia, com a economia compartilhada e com o impacto da inovação.

√  Operador de telemarketing;

√  Vendedor de seguros;

√  Bibliotecário;

√  Arquivista;

√  Contador na área de impostos;

√  Analista de crédito;

√  Consultor Financeiro;

√  Costureiras;

√  Leitor de medidores de água e luz;

√  Agente de viagens;

√  Lenhador;

√  Carteiro;

√  Cobrador de ônibus;

√  Frentista de posto de gasolina;

√  Técnico em computador.

Fonte: Bureau of Label Statistics, Carrer Cast, CBRE Institute e Market Watch

 

O motivo? Essas carreiras sofrerão um desgaste muito grande com o tempo e uma forte competição com a automatização, portanto, pode não fazer mais sentido a sua existência. A consequência poderá ser a substituição ou a extinção.

Não sou eu que estou afirmando que essas profissões vão acabar (apesar de algumas até parecerem óbvias), até porque não sou profeta e muito menos alardeador do caos, porém é inegável que as coisas estão mudando muito rapidamente e não precisa ser um especialista para entender de inovação e da nova economia.

Apenas para ter uma noção, segue uma lista-resumo com as profissões que estarão fortalecidas e serão destaque no mercado de trabalho do Brasil nos próximo anos, segundo uma matéria da Revista Exame: 

√  Coordenador de desenvolvimento da força de trabalho;

√  Gestor de treinamento de varejo;

√  Gestor de operações e logística;

√  Gestor de inovação;

√  Criador de conteúdo;

√  Gestor de marketing para e-commerce;

√  Gestor de comunidade;

√  Especialista em energia alternativa;

√  Especialista em cloud computing;

√  Especialista em Big Data;

√  Advogado societário e advogado tributário.

Como diz o especialista Fernando Mantovani, diretor de operações da Robert Half, que é a maior empresa de recrutamento especializado do mundo, não se trata apenas de profissões que vão acabar e sim de profissionais comprometidos e com comportamento adequado: “Bons profissionais sempre terão boas oportunidades no mercado, mas é lógico que não adianta ser especialista em manutenção de máquina de escrever.”

Meu conselho é que você fique antenado, não se feche para o novo, comece a olhar tudo por outras perspectivas e procure inovar também na sua carreira e se preparar para buscar uma oportunidade neste novo mercado.


FONTE: (*) João Kepler é um dos palestrantes mais requisitados e elogiados do Brasil, reconhecido como o mais sintonizado com a Inovação, com a Convergêngia Digital e com os desafios empresariais da atualidade; Especialista em Vendas, e-commerce, Marketing, Empreendedorismo e Varejo; Empreendedor Serial; Brand Evangelist; Escritor, autor entre outros títulos, [O Vendedor na Era Digital], [Vendas 3.0] e [Vendas & Atendimento]; Colunista de vários Portais no Brasil; Investidor Anjo membro da @AnjosDoBrasil; Finalista do prêmio Spark Awards da Microsoft como Investidor Anjo do Ano 2013 e 2014; Associado e Mentor na @SeedInvestimentos; Mentor e cotista nas Aceleradoras @StartYouUp e @85Labs; Premiado como um dos maiores Incentivadores do ecossistema Empreendedor no Brasil em 2013 e 2014. CEO da @PlataformaSDI uma das melhores Plataformas B2B de Event Ticketing no modelo SaaS no Brasil; Espalhador de Ideias Digitais e Melhores Práticas em Negócios.